Here and There

Here and There

Interessantes projetos tensionando a nossa vivncia no espao urbano, questionando o nosso lugar no mundo seja atravs de paisagens sonoras e narrativas, seja atravs de viagens deslocadas no tempo e no espao. Todos os projetos utilizam mdias locativas (basicamente aqui mapas, mp3 players e celulares), para registrar locais e suas paisagens sonoras. O interessante que as experincias com as novas tecnologias se do no uso do espao urbano e requer do usurio uma imerso nesses lugares.

Vou citar nesse post 3 projetos que trazem esta dimenso locativa e de certa forma, um estranhamento. Podemos ver aqui potencialidades para que as tecnologias mveis desempenhem efetivamente “funes ps-massivas”. Sugiro que voces no fiquem apenas no meu post e que visitem os sites citados pois h toda uma imerso visual e sonora muito interessante que no reproduzo aqui.

Primeiro gostaria de destacar o “You Are Not Here“. Este projeto desloca o usurio do seu lugar criando um estranhamento espao-temporal. Ao andar por uma cidade, a experincia coloca o usurio navegando por meio de mapas, virtualmente, em outra cidade. “You are not here” produz assim deslocamento e localizao ao mesmo tempo (da a sensao de estranhamento). Por exemplo, o usurio pode visitar virtualmente a Faixa de Gaza, passeando por Tel Aviv, ou Bagd atravs das ruas de NY. Isso possvel atravs de mapas e telefones celulares. Veja o site e o vdeo para melhor compreenso da experincia.

“You Are Not Here.org is an urban tourism mash-up. It takes place in the streets of one city and invites participants to become meta-tourists of another city. Download a map, take your phone with you and go tour Gaza through the streets of Tel Aviv or Baghdad through the streets of New York.”

Vejam o vdeo abaixo.

Na mesma “vibe”, gostaria de destacar mais dois projetos que ressaltam a paisagem sonora das cidades e as narrativas a acopladas por qualquer pessoa. Aqui a dimenso locativa se d pela navegao sonora do espao e pela audio de histrias contadas por pessoas comuns sobre determinados lugares da cidade. O primeiro o projeto Soundwalk que, como escreve Mark Kramer no Smart Mobs,

“could go beyond its commercial purpose and become a form of Aural Augmented Reality for mobile learning. I can imagine how the Soundwalk could be used as a learning experience set in the real world using the cityscape as a backdrop for a ?ction, like in a movie. (…) ‘Soundwalk is part of the o?cial programming of Nuit Blanche 2009, an international arts festival taking place in Paris on October 3. For this occasion, Soundwalk is launching an exclusive iPhone application that will be free to the public for one night only. In addition, all ?ve Paris Soundwalks, narrated by ?ve French actresses, will be free to download in their MP3 versions for Nuit Blanche'”

O segundo projeto que destaca a paisagem sonora e as narrativas o canadense Hear about Here, afiliado ao projeto MurMur, j bastante resenhado nesse Carnet. O Hear about Here destaca a paisagem sonora e as histrias contadas por pessoas sobre a rea central de Toronto e St. John. Ao se deslocar pela regio, om passante pode-se ligar para um cdigo afixado em um signal ([Here]Say) nas ruas e ouvir as histrias. Pode-se ouvir as histrias tambm pela Web, mas o melhor mesmo a experincia locativa vivenciando ao mesmo tempo o lugar e a histria contada sobre ele.

Vejam detalhes.

“[HERE]SAY WATER STREET- [murmur] St. John’s a story cartography. St. John’s is a landscape not only of streets and buildings, but of human experience — this is what makes up the unique character of our city. The place is full of stories. Where most maps offer you a satellite view or a graphic layout of the street grid, ours is a story map. [HERE]SAY features personal stories set in specific locations in the Downtown. Take a walk on Water and look for the [HERE]SAY signs on the light poles. You’ll see a phone number and a 3-digit code. Dial the number on your mobile phone, punch in the code, and hear a story about the spot where you’re standing. If you can’t get to Water Street, choose a location on the web map and listen online.”

Sintticamente podemos dizer que em todos os projetos vemos uma interessante valorizao da experincia locativa e concreta, por intermdio das novas tecnologias mveis, acoplada s novas possibilidades de produo de informao de baixo para cima. No se trata daquela posio de consumo que estamos acostumados a adotar quando nos deslocamos pelo espao urbano. H aqui potncia efetivamente ps-massiva que pode trazer um novo engajamento com o espao de lugar (atravs do espao de fluxo e do casamento dessas duas dimenses nos atuais “territrios informacionais”). Os usurios dos espao pblicos das grandes metrpoles podem agora lutar contra a anomia, produzir informao (por meio de fotos, vdeos, udio e textos), compartilha-las e colaborar na contruo de novas histrias. Abre-se assim, quem sabe, as vias para a criao de “novos sentidos dos lugares”.