Books

Books

Para matar o tempo e o tdio, indico aqui as ltimas leituras que fiz e que estou fazendo, em fico. So dicas para esse inverno brasileiro, ou esse vero canadense, o que d no mesmo (chove e agora faz 16 graus la fora).

Vamos l:

Um dos meus escritores anglfonos favoritos, pouco conhecido no Brasil, Russel Banks. J li vrios livros dele (muito bons os “Continental Drift” e “Rule of the Bone”, meu preferido). Indico aqui o ltimo que estou lendo “The Darling”, Harper Collins, 2004, sobre uma mulher que retorna frica para viver com os seus gorilas, que ela chama dos “sonhadores”.

Na mesma linha, mas agora francfonos, indico Paul Dubois (gosto muito da sua escrita e aconselho o “Une vie Francaise”). Li recentemente “Si ce livre pouvait me rapprocher de toi”, Editions de l’Olivier, 1999, cuja histria de passa aqui no Quebec (o narrador busca reconstruir a histria do pai, e a sua prrpia, perto de Montreal) e devorei em dois dias.

William Gibson, Spook Country, Berkley, 2007, embora no goste muito de fico cientfica, o livro no se parece muito com o gnero. Leio j que o Gibson e j que ele trata das mdias locativas, objeto de minhas pesquisas atualmente. No acabei ainda, mas estou gostando.

Por fim, aconselho os livros da edio “Les Alusifs”, daqui do Quebec, respeitada na Frana e com boas resenhas em jornais como Le Monde ou Lib. Tem excelentes escritores, fora do eixo EUA-GB, dando vez ao leste europeu, Oriente Mdio, Europa do Norte e Amrica do Sul (Bolano do Chile, por exemplo). Estou lendo dois bem interessantes: “Une saison a Venice”, (2006) cuja guerra faz brotar uma Veneza bem longe da Itlia, da polonesa Wtodzimierz Odojewski e o “Newststart 2.0” (2003) do canadense de Vancouver, Timothy Taylor sobre um artista e um jornalista tentado compreender a trajetria do primeiro, em Roma.

Boas leituras!