Cultural Studies in Canada

Cultural Sudies in Canada

Estive hoje a tarde na conferncia de Imre Szemn, “Between Empire. Cultural Studies in Canada”, promoo do “McGill Intitute for the Study of Canada”. Szeman faz parte da Canadian Association of Cultural Studies, CACS. A conferncia foi na bela sala da “Faculty Club” da McGill.

Alguns tpicos da conferncia:

– Szemn esboa uma viso geral dos estudos culturais e o lugar do Canada, colocando-o na encruzilhada das influncias britnica, americana e francesa, embora a Frana no utilize esse “label”.
– Toda a sua fala, genrica e sem se deter nos detalhes dos temas caros a esse campo de pesquisa (media, gnero, globalizao, corpo…), se baseia no livro que co-edita (com Sourayan Mookerjea e Gail Faurschou) e que deve sair no final de 2008, “Canadian Cultural Studies: A Reader”, Duke Press.
– O livro tem trs partes: Origins (McLuhan, Innis, Frye…); Contemporary Studies (Angus, Shields, Mackey, Straw…) e; Government Documents (relatrios governamentais sobre multiculturalismo, arte, bi-linguismo).
– De uma forma geral, as questes que balizam os estudos culturais canadenses estao ligadas identidade nacional e a busca por uma maior definio (questo que est muito presente no dia a dia como venho constatando na minha experincia aqui), desde o dominio britnico at o multiculturalismo atual que predomina na sociedade canadense (no sem tenses, incoerncias, mas sustentado politicamente).
– Para pensar no Canada (no futuro, na sua identidade) o autor afirma que devemos pensar que ele se parece mais com o Brasil do que com os EUA. No meu entender, a comparao pertinente mais exagerada. H vrias diferenas. Uma delas o multiulturalismo global. A sociedade canadense composta, e continua a se constituir por asiticos, ucranianos, poloneses, gregos, portugueses, latinos… Ns no temos essa cultura cosmopolita que se constitui atualmente aqui, no temos imigrantes atuais e tambem no migramos. Temos uma identidade plural de difcil definio (espanhola-portuguesa – italiana e alem tb, indigena, africana, mestia…), mas autctone. Outra diferena que no temos a forte influncia britnica como aqui, onde a lngua, a forma de governo, a influncia intelectual so hegemnicas. Alm disso no estamos colados nos Eua que consideram o Canad como um quintal rico.

O evento foi interessante para ter uma viso geral e o livro que vai sair esse ano pode ser um bom termmetro para essa discusso. Os queijos e vinhos do coquetel e o papo depois tambm colocaram um tempero especial ao evento ;-))