Black Mirror

Meu livro “Isso (não) é muito Black Mirror” (Edufba, 2018), está agora disponível para livre download no Repositório Institucional da UFBA.

Sustento que, contrariamente à maioria das análises, a série está presa a um debate datado, não nos instruindo sobre os principais dilemas atuais associados à cultura digital. Ela fala mais do passado do que do futuro!

Digitalia 2019

Tenho a honra e o prazer de fazer a palestra de abertura do Digitalia 2019 na próxima quarta, dia 30/01 as 19h no ICBA.

Vou falar sobre os desafios atuais da cultura digital com a plataformização da sociedade e a agência performática da cultura dos algoritmos!

Gratuito!

Perfomatividade algorítimica e comunicação não-antropocêntrica

Dois artigos publicados ontem e hoje, no apagar das luzes de 2018:

LEMOS, A, BITENCOURT, E. Performative sensibility and the communication of things. In Revista  Matrizes, v.12, n.3, set./dez., pp. 165-188, 2018. DOI:http://dx.doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v12i3p165-188

LEMOS,A, PASTOR, L. Performatividade algorítmica e experiências fotográficas: uma perspectiva não-antropocêntrica sobre as práticas comunicacionais nos ambientes digitais. In Lumina PPGCOM – UFJF, v. 12, n. 3, p. 147-166, set./dez. 2018.

 

Livros 2018

Dê livros de presente, sempre!

A lista abaixo elenca os livros de ficção que li em 2018. Está em ordem de leitura. Recomendo todos. Mas os que mais gostei foram: 1, 5, 7, 8, 13, 23

1. Eclipse – John Banville
2. Hamlet – Shakespeare
3. Flores da Ruina – Modiano
4. O livro roubado – Flavio Carneiro
5. Diário da Queda -Michel Laub
6. Dias Felizes – Samuel Beckett
7. Quem matou Roland Barthes – Laurent Binet
8. Tipos de Perturbação – Lydia Davis
9. Mon père et autres textes – Orhan Pamuk
10. L’étranger – Camus
11. Sobre a brevidade da vida – Sêneca
12. Rastros na neblina – Benjamin Black
13. Gog Magog – Patricia Melo
14. A única história- Julian Barnes
15. O livro dos homens sem luz – João Tordo
16. Pé do Ouvido – Alice Sant’Anna
17. O Romance Luminoso – Mario Levrero
18. O Pássaro de Corda. Murakami
19. Meu livro violeta – Ian McEwan
20. Altos voos e queda livre – Julian Barnes
21. O Amor dos Homens Avulsos – Victor Heringer
22. Nem vem – Lydia Davis
23. Tentativas de Capturar o Ar – Flavio Izhaki
24. O espírito do meu pai continua a subir na chuva – Patricio Pron

25. Entre le ciel et terre / Paraíso e Inferno  – Jón Kalman Stefánsson