My Dublin

Chegando ao fim do meu período dublinense (setembro 2015 – julho 2016), publico aqui um mapa indicando os lugares que mais gosto ou frequentei na cidade (com algumas poucas dicas de Gallway, Waterford ou Cliff of Moher). Não é um mapa de pontos turísticos de Dublin, mas um registro dos “meus lugares”. Ele poderá servir como guia de visita. Alguns pontos indicados certamente interessarão a muitos, outros não (por isso chama-se “my Dublin”). De toda maneira, espero que ele possa ajudar quem vem visitar ou morar na cidade (ou quem já mora). E fica o registro. Continuarei atualizando o mapa (ainda estou por aqui) se vier a conhecer outros lugares ou se me lembrar de algum ainda não mapeado.

Future City Glasgow

comeinov

Artigo Future City Glasgow: Action programs, tensions and contra- dictions in a Smart City project, escrito com meu colega André Holanda, acaba de ser publicado na Revista Comunicação e Inovação.  O dossiê com artigos sobre cultura urbana está bem interessante.

Abaixo o resumo do nosso artigo:

“O artigo aborda fatores econômicos ligados ao aparato de vigilância do espaço público no projeto Future City Glasgow, modelo para a adoção de padrões oficiais para projetos de smart cities  no Reino Unido. Este estudo foi realizado no âmbito de uma rede internacional de pesquisadores em torno do projeto “Augmented urbanity and smart technologies: how ‘smart’ are our cities becoming?”, financiado pelo Newton Fund. Utiliza-se a Teoria Ator-rede e um modelo brasileiro de classificação de projetos de smart cities, além da metodologia Infralab, da rede de pesquisas citada.”

 

 

Ciberpolítica

ciberpolítica-jamil-marquesMais um livro da coleção Cibercultura, parceria da Edufba com o Lab404 é lançado: “Ciberpolítica – Conceitos e Experiências”, de Francisco Paulo Jamil Marques.

O objetivo do livro é apresentar, de forma introdutória, alguns dos conceitos e casos mais relevantes de uso político da comunicação digital.

Acesse o livro de graça na seção Ebook no site do Lab 404 ou o Repositório Institucional da UFBA.

Come and Go

GPS Writing in Dublin.

8 hours walking, 21,4 km, 27.743 steps, 9 km with words “Come and Go!”. Inspired by homonymous Samuel Beckett’s play!

Data:

Sun May 29 2016, Points: 1593, Length: 9.06 km, Duration: 1:54:23, Moving: 1:30:35,, Stopped: 23:48, Mx. Speed: 18.3 km/h, Av. Speed: 4.8 km/h, Elev. High: 26 m, Elev. Low: -14 m, Tot. Desc: 31 m, Tot. Asc: 45 m, Moving Sp: 5.5 km/h, Av. Pace: 12:38 min/km, Mov. Pace: 10:58 min/km (Powered by GPSKit)

Continue reading Come and Go

Smart City in Brazil

Smart Cities in Brazil. Experiences under way in Búzios, Porto Alegre and Rio de Janeiro. Revista Comunicação Midiática, vol. 10, n. 3, dez. 2015

In contrast to the more aggressive BRICS countries, like China or India, the smart city phenomenon is still in its infancy in Brazil. In this article we present the experiences of three urban areas: Búzios, Porto Alegre and Rio de Ja- neiro. As well as describing and analysing these three Brazilian experiences, the article proposes a global model for smart city projects, based on “Conception,” “Organisation” and “Action,” and advocates the use of Actor-Network eory (ANT) (LATOUR, 2005) as a useful theoretical framework for analysing this phenomenon.

Keywords: Smart cities; actor-network theory; communication

Cascando – Beckett

image

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma experiência. Vestir um manto preto com capuz, tirar os sapatos, deixar as bolsas e celulares, colocar headphones com iPod shuffle plugado, como monges medievais, fazer uma fila, alguém aperta o play e entra-se em uma sala escura… andar no escuro absoluto, movendo-se seguindo sombras em um labirinto espelhado, come on… lights gone . . . of the land . . . all gone . . . nearly all . . . too far . . . too late . . . of the sky . . . those . . . if you like . . . he need only turn over . . . he’d see them . . . shine on him, palavras indo e voltando, rest [and] sleep … not before, sons indo e voltando, crescendo e cascando, parar, esperar,

Continue reading Cascando – Beckett