Plano Nacional de Banda Larga

Rápidos drops do Twitter:

Assistindo debate sobre Plano Nacional de Banda Larga de 09/03 – Tv Senado. É, não tenho vida nem nada melhor pra fazer nesse fim de tarde.

Do Br-Linux.org

“O diretor de Serviços e Universalização do Ministério das Comunicações disse que o governo deverá lançar até outubro o plano nacional de banda larga. Segundo ele, a elaboração da proposta está na reta final e envolverá outros ministérios, como o da Saúde, Educação e Meio Ambiente.

“A ideia é massificar o uso da banda larga entre as classes C, D e E”, afirmou, após participar, no Guarujá, do 53º Painel da Associação Brasileira de Telecomunicações (TELEBRASIL). O diretor salientou que mais detalhes serão anunciados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro Hélio Costa, provavelmente no início de outubro. Ele adiantou que a proposta passa pela expansão da infraestrutura da rede e da capacidade de transmissão de dados. Segundo ele, o projeto será desenvolvido com investimentos privados. “O governo poderá investir de forma complementar”, disse. (via tecnologia.ig.com.br)”

Suplicy pede definição de Banda Larga. Interessante. Se falou que 4-6 % da população tem acesso a banda larga, ie. acima de 200 kb. Larga?

Alem disso, aqui a Banda Larga tem menor penetração é mais cara que Chile e Argentina, por exemplo.

Plano é importante e de longo prazo…lento, lento…

Coreia e Japão estão oferecendo 1Gbps…Canada, EUA 20Mb…Estamos bem atrasados na política. Aqui 1Mb para 2014…

Temos que garantir não só largura de banda, preço, inclusão, equilíbrio regional. Deve-se manter tb a “neutralidade da rede”. Nao se fala disso.

Sobre “neutralidade da rede” (“net neutrality”) vejam – http://bit.ly/2xwFeo

“Net Neutrality is the guiding principle that preserves the free and open Internet. Net Neutrality means that Internet service providers may not discriminate between different kinds of content and applications online. It guarantees a level playing field for all Web sites and Internet technologies. Net Neutrality is the reason the Internet has driven economic innovation, democratic participation and free speech online. It protects the consumer’s right to use any equipment, content, application or service without interference from the network provider. With Net Neutrality, the network’s only job is to move data — not to choose which data to privilege with higher quality service.”

Concluindo:

O diagnóstico é que: Estamos atrasados, com serviços caros, concentrados em poucas regiões e estados do país (Rio e principalmente São Paulo), com lentidão e pouca agressividade política para reverter essa situação.

Premissa: Precisamos ser agressivos e garantir uma infraestrutura realmente nacional para fomentar algo que já está na cultura brasileira: a cultura digital.

O princípio de qualquer plano deve ser: Dar acesso universal, equilibrado entre as regiões do país, com qualidade, velocidade, segurança, barato e acessível (ou mesmo gratuito) e, principalmente, deve garantir a liberdade de expressão, o desenvolvimento cultural e a potência comunitária e a total e irrestrita neutralidade da rede. Esse deve ser, ao meu ver, o princípio norteador de qualquer plano nacional de banda larga para o Brasil.

Leave a Reply