Graffiti and street

Graffiti and Street

Domingo de sol e entre uma leitura e outra, dirigo meu olhar para a cidade e tento tambm l-la. No meio da rua, na McGill College, Then and Now, uma exposio de fotos do sculo XIX dialogando com outras atuais, iniciativa da Concordia University, com apoio do McCord Museum.


Homeless escrevendo e calculando!

Vejo um “homeless”, cercado de sacos plsticos, uma calculadora e um bloco escrevendo compulsivamente. Depois, na esquina vejo marcas explcitas no cho, contra o desmatamento. Paro para almoar no Comensal, rest natureba e a kilo (dica do Pierre Lvy, com quem fui a um ms atrs).


Marcas contra o desmatamento

Na sequncia fui ver o festival internacional de Graffiti, Under Pressure, na Saint Laurent, no Quartier des Spectacles. Muita gente e a cultura hip hop a toda (graffiti, break, rap).


Graffiti no ptio atrs do Founfoun Electrique

E agora, para terminar, estou no Parc La Fontaine, na conexo aberta do projeto Ile sans Fil, onde j postei sobre os novos significados do lugar com a possibilidade de conexo aberta e a criao de um novo territrio (informacional) em meio s diversas outras formas de territorializao.


smbolo de redes sem fio? Ou so meus olhos?


Tattos no corpo todo – 100% segundo o prrpio – No Under Pressure

Fotos, marcas, grafftis, todas expresses urbanas que visam criar um enraizamento social, comunitrio, seja pelo prazer solitrio da escrita (o homeless), seja pela memria imagtica (as fotos), seja pelos desenhos no protesto ambiental (as marcas no cho), seja pela escrita urbana dos graffitis (junto com skate e muito hip hop) ou no corpo tatuado.

Por incrvel que parea, o domingo foi salvo!