GPS FILM

GPS Films

O projeto GPS Films de Scott Hessels explora a posio do usurio (espectador?) com palms dotados de GPS. Uma nova forma de cinema (?), interativo em relao ao contexto e ao movimento do usurio onde as cenas so enviadas ao dispositivo de acordo com a sua posio e movimentao pelo espao urbano.

Interessante pensar aqui algumas semelhanas e diferenas. Nos GPS Films, o lugar (o contexto externo) torna-se a chave para o desenvolvimento da experincia cinematogrfica. Se o cinema basicamente o lugar da exibio do filme (o lugar fechado, escuro, silencioso), o teatro; aqui a dimenso local tambm o que marca o projeto, sendo, no entanto, uma experincia completamente diferente: uma dimenso de localizao dinmica, ou seja, uma dimenso de localizao que reage ao movimento e ao lugar do espectador na cidade. H tambm a personalizao da visualizao da obra, j que cada usurio v uma parte do filme diferente dos outros espectadores. Podemos dizer que, por um lado ou por outro, a experincia cinematogrfica contina “presa” dimenso espacial, do “lugar”: ela importa pela sua dimenso aberta e mvel (nos gps films) ou fechada e esttica (no cinema em salas de exibio). Nos “Location-Based Moving Cinema”, no h o foco proporcionado pelo isolamento do mundo externo, pela sala escura, pela imobilidade da cadeira e pela dimenso da tela. Ao contrrio, foca-se no contexto externo, na disperso, na portatibilidade do dispositivo e no movimento do usurio. Nos GPS Films, locomover-se e prestar ateno ao que est l fora torna-se parte da experincia: individual, dispersa, contextual, totalmente diferente da experincia no cinema (coletivo, focado, introspectivo).

Nos GPS films, a experincia flmica se aproxima mais dos jogos pervasivos computacionais que tomam o espao urbano como um “lugar” a realizar tarefas, a descobrir coisas, como o espao para o exerccio de uma dimenso ldica performativa. Poderia, como hiptese a ser trabalhada, dizer que a experincia e produo do espao (processo de espacializao com as novas mdias ps-massivas) nos “location-based moving cinema”, se do pela interseco de fico (o filme) e realidade urbana (o contexto) pelo vis do ldico e da ateno vigilante em relao aos movimentos.

Affaire suivre!

Abaixo pequena descrio e um vdeo expondo o projeto.

“As the viewer travels by walking, bus, or taxi, the movie unfolds by passing through different areas. By exploring a park, a neighborhood, or even a city or country, GPS Film continually reads the location of the viewer and plays scenes that are tied to those places. The more the viewer travels, the more of the film they see.”


GPSFILM “The Using Of” from GPSFILM on Vimeo.

2 Replies to “GPS FILM”

  1. oi, este trabalho me lembrou um experimento de 'augmented reality' que o bruno vianna, cineasta aqui do rio, apresentou no Arte.mov em BH. uma experiencia de interaco entre imagem pr-gravada com imagem visualisdaa ao vivo, na tela do celular, interao esta detonada pela movimentao do usurio/ espectador no espao de um parque mineiro. http://paoleb.blogspot.com/2007/12/invisveis.html

  2. Sim Paoleb, conheco o trabalho do Bruno Vianna. No a mesma coisa no, embora use localizao, O do Bruno AR, um pouco diferente do gps film…Obrigado pelo comentrio,
    Andre

Os comentários estão fechados.